Carregando...

Oncologia


O oncologista veterinário é o responsável pelo diagnóstico e tratamento de câncer em animais. Essa especialidade tem ganhado maior importância pelo fato de tumores serem cada vez mais frequentes em gatos e cachorros. Apesar dessa notícia não ser animadora, ela é uma prova de que os animais domésticos estão vivendo cada vez mais, uma vez que o câncer é uma doença mais comum em animais de idade avançada.

Como a doença será tratada é uma escolha do oncologista veterinário. Na maior parte das vezes o tratamento é cirúrgico e em alguns casos é feita uma associação da cirurgia com o tratamento quimioterápico e/ou outras terapias, visando controle da doença e uma maior sobrevida do pet em questão. É importante ressaltar que o tratamento quimioterápico em animais é menos agressivo do que em humanos. O cão é o animal que apresenta tumores com maior frequência, sendo seguido por nós e pelos gatos.

Oftalmologia


É uma das especialidades da medicina veterinária que mais tem se desenvolvido nos últimos anos. Muitas doenças oculares podem ser diagnosticadas precocemente. Entre elas podemos citar entre as mais frequentes: olho seco, úlcera de córnea e o glaucoma.
As avaliações periódicas são importantes pois ajudam a prevenir a instalação de doenças que podem resultar em cegueira.
Muitos animais também apresentam alterações estéticas nas pálpebras e também uma grande incidência de tumores (ou neoformações) em região extraocular e intraocular.

Quando Procurar um Especialista?

  • Olho vermelho, esbranquiçado ou azulado
  • Secreção amarelada ou esverdeada
  • Prurido
  • Deficit Visual
  • Fotofobia
  • Olhos com tamanhos diferentes (Assimetria)
  • Desconforto Ocular

Cardiologia


Principalmente cães de pequeno porte, frequentemente apresentam doenças valvulares após os oito anos de idade, chegando a índices de 70 a 90% de acometimento dependendo da predisposição racial. É fundamental que sejam realizados exames de acompanhamento como ecocardiograma e eletrocardiograma em pacientes com a devida indicação e acompanhamento pelo Médico Veterinário responsável. O atendimento por uma profissional especializado em Cardiologia Veterinária se faz necessário quando detectada uma anormalidade no coração de seu animal, onde será explícito todas as possíveis intercorrências decorrentes da evolução da doença, e prescrição da melhor terapêutica para cada caso específico.

Fisioterapia


Em geral, a fisioterapia para animais é indicada para pets com problemas ortopédicos e neurológicos, além de obesidade e condicionamento físico (para cães atletas). A ideia é, através de técnicas profissionais, trazer uma melhor qualidade de vida ao pet, ajudando no resgate de uma musculatura equilibrada, oferecendo a oportunidade para que a vida do bichinho seja tranquila e saudável!

Pacientes com problemas ortopédicos, como cães com artroses e artrites, rupturas de ligamento, displasia coxofemoral, luxação de patela e outros, a fisioterapia veterinária ajuda o animal na recuperação, prevenindo sequelas e combatendo incômodos.

Nos casos neurológicos, a fisioterapia é muitas vezes essencial para que o pet volte a caminhar, como nos casos de fraturas, traumas na coluna ou hérnias de disco que comprometem mais a locomoção e condição muscular.

Acupuntura


A acupuntura é uma técnica de tratamento da Medicina Tradicional Chinesa que consiste em introduzir finas agulhas de aço inoxidável na pele (0,25 mm) com a finalidade de estimular pontos específicos relacionados a cada órgão do corpo. E cada órgão possui um trajeto de energia que percorre o corpo, chamado de meridiano.

Com a estimulação dos pontos, a energia que está bloqueada nos meridianos se espalha, reequilibrando o funcionamento do corpo como um todo.

Dentro da concepção chinesa, a doença é uma manifestação de desequilíbrio, e a acupuntura seria uma forma de readquirir a harmonia perdida. Esta prática antiga existe há quatro mil anos e vem sendo utilizada em animais com bastante sucesso e aceitação.

A duração do tratamento varia de acordo com a doença apresentada e com a receptividade do animal.

Dependendo do quadro do paciente as sessões de acupuntura podem ser associadas a medicamentos fitoterápicos, homeopáticos ou alopáticos, obtendo-se ótimos resultados e diminuindo a incidência de cirurgias.

Além dos casos de dor, várias doenças como artrite, gastrite, artrose, diabetes, insuficiência renal, insônia, estresse, entre outras podem ser tratadas pela acupuntura com eficiência.

Traumas, sequelas de cinomose e recuperação pós-operatória também são tratáveis por esta técnica milenar.

Ortopedia


Luxações congênitas, deformidades, displasias, neoplasias e artroses são doenças ósseas que independem do trauma e são tratadas com técnicas modernas para alívio ou prevenção. A traumatologia lida com problemas no aparelho músculo-esquelético – lesões que envolvem ossos, articulações, tendões dos membros torácicos e pélvicos, bacia e coluna. Com técnicas avançadas, as cirurgias ortopédicas têm resultados extremamente positivos e permitem um retorno rápido às atividades em animais vítimas de fraturas. A fisioterapia complementa o tratamento cirúrgico. Luxações de patela, necroses assépticas de cabeça de fêmur, luxações congênitas de cotovelo, e doenças de disco intervertebral (hérnia de disco) são as afecções mais comuns em cães de pequeno porte. Entre os animais maiores, destacam-se as displasias coxofemorais e de cotovelo, ruptura de ligamento cruzado, osteocondrite dissecante, osteodistrofia hipertrófica e as doenças articulares degenerativas.